© 2019 ConhecendoBrasília.com

 

Nome: Estádio Nacional de Brasília.

Conhecido: Mané Garrincha.

Ano de inauguração: 1974.

Ano da reinauguração: 2013.

Capacidade atual: 72.788 pessoas.

Arquiteto atual: Eduardo Castro 

Características do Monumento: É um estádio de futebol e arenamultiúso brasileiro, situado em Brasília, no Distrito Federal.

O estádio faz parte do Complexo Poliesportivo Ayrton Senna, que engloba também o Ginásio de Esportes Nilson Nelson e o Autódromo Internacional de Brasília Nelson Piquet, dentre outros. 

o segundo maior estádio do Brasil e um dos maiores das Américas, atrás do Maracanã (RJ). O estádio atualmente pertence à Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap).

Ideia do Arquiteto: Ter como base os traços marcantes do arquiteto Oscar Niemeyer.

Serviços: Alimentos e bebidas, Bilheteria, Elevador, Informações ao público, Loja Rio 2016, Ponto de assistência de ingressos, Posto médico, Rampa, Sanitários, Sanitário acessível, Sanitário para cães.

Instalações: Projetada para receber eventos diversos, partidas de futebol, shows, espetáculos, conferências e reuniões, a estrutura da arena conta com 74 camarotes, 276 sanitários, 40 bares, dois restaurantes e 14 lanchonetes.

Visitações: O Estádio Nacional está aberto para visitação todos os sábados de 9:00 às 11:30 horas.

História: Inicialmente o estádio havia sido batizado de Estádio Governador Hélio Prates da Silveira, uma homenagem ao governante do DF à época, enquanto o complexo em que se encontrava era chamado de Complexo Poliesportivo Presidente Médici. Na data de sua inauguração, as arquibancadas inferiores estavam prontas, mas peças de ferro e madeira ainda começavam a dar forma à estrutura das tribunas e da arquibancada superior, concluídas mais tarde.

Inicialmente, o estádio se tornou casa de praticamente todos os times do Distrito Federal, uma vez que a maioria ainda não tinha estádio próprio em suas respectivas cidades-satélites.

Na década de 1980, surgiu a homenagem ao famoso jogador conhecido como anjo das pernas tortas e o espaço foi renomeado para Estádio Mané Garrincha. No fim da década de 1990 e início da década de 2000, o estádio viu o futebol da capital federal passar por seu melhor momento.

Antes da reconstrução, o estádio abrigava um complexo esportivo com vestiários, sala de fisioterapia, alojamento, restaurante e academias. Além de contar com uma escolinha de futebol, o estádio possuía ambiente, ainda, para a prática de outras modalidades, como judôginásticacapoeira e dança.

Após a reconstrução, o estádio passou a contar, na parte interna, com 335 vagas de estacionamento para carros até o terceiro subsolo, além de auditório, posto policial, médico e de saúde, juizado de menores, cinema, centro de convenções e teatro.

Externamente, são quase 100 mil m² de espaço para ônibus e estacionamento VIP com 222 vagas, além de oito mil vagas no estacionamento público. A imprensa tem 2.850 lugares. Ao todo são 74 camarotes, 1.112 salas VIP, 40 bares, 14 lanchonetes e dois grandes restaurantes internos.

Em 8 de dezembro de 2007, a final da primeira edição da Copa do Brasil de Futebol Feminino, vencida pelo Mato Grosso do Sul/Saad, ocorreu no Estádio Mané Garrincha.

Reconstrução: Em 2009, após o Brasil já ser escolhido como sede da Copa do Mundo da FIFA de 2014, a próxima etapa seria a escolha das cidades-sede. Para ser escolhida, a cidade deve seguir uma série de exigências da FIFA em diversos setores, como acomodação, transporte e, principalmente, possuir um estádio que atenda aos requisitos da mesma. O governo do Distrito Federal elaborou um projeto de reforma do maior e principal estádio da cidade, o Estádio Mané Garrincha, e o apresentou à FIFA.

Após ser aprovada em todos os requisitos, bem como o projeto ser aceito, Brasília foi escolhida como cidade-sede da Copa, juntamente com outras onze cidades.

No mesmo ano, iniciam-se as obras do estádio, bem como a alteração de seu nome para Estádio Nacional de Brasília. Porém, após pressão popular, o nome é novamente alterado para Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, voltando-se a homenagear o jogador.

O custo da obra, totalmente arcada com recursos financeiros do próprio Distrito Federal e inicialmente orçada em R$ 697 milhões, chegou a um total de R$ 1,5 bilhões em maio de 2013, segundo dados da Terracap, tornando-o o estádio mais caro do país. A manutenção mensal está orçada em R$ 800 mil mensais (2015), segundo a Secretaria de Esporte do GDF.

Em 18 de maio de 2013, após 1027 dias de obras, repetindo o ocorrido na primeira inauguração do estádio, os trabalhos foram interrompidos para que ocorresse a reinauguração oficial do espaço. As obras estavam a 97% de execução, faltando retoques finais e obras do entorno do estádio. Pela manhã, a presidente Dilma Rousseff, acompanhada do governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz e com a presença de autoridades locais e nacionais deu o chute inicial no campo da arena, gesto simbólico repetido na inauguração de todos os estádios que serão utilizados na Copa do Mundo FIFA 2014.

Ainda no dia 18 de maio, à tarde, ocorreu a final do Campeonato Brasiliense de Futebol 2013, o "Candangão", disputado entre Brasília e Brasiliense, resultando na vitória deste por 3 a 0. O primeiro gol marcado no jogo foi de autoria do jogador Bocão, do Brasiliense. Cerca de 20.000 torcedores estiveram presentes, o correspondente a 30% da capacidade total do estádio, valor estipulado em recomendação da FIFA para o primeiro evento-teste. A cantora Elza Soares, que tinha sido esposa do jogador Mané Garrincha, cantou o hino nacional.

Em 26 de maio de 2013, o estádio recebeu o seu segundo e último evento-teste antes da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013, a abertura do Campeonato Brasileiro, um jogo do Santos x Flamengo. Ellen Oléria, cantora vencedora do The Voice Brasil, esteve presente para cantar o hino nacional. A partida, que marcou também a despedida do jogador Neymardos clubes brasileiros, terminou com um empate de 0 a 0.

O jogo contou com um público de 63.501 pagantes, quebrando o recorde anterior do estádio, de 51.200 pessoas pela partida entre Gama e Londrina em 1998.

Em 21 de abril de 2014, no aniversário de Brasília, o estádio recebeu a decisão de mais um campeonato. O Brasília venceu o Paysandu nos pênaltis por 7x6 e conquistou a primeira Copa Verde.

O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha sediou em junho de 2013 a abertura da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013,[22] além de sete partidas da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e partidas preliminares de futebol dos Jogos da XXXI Olimpíada de Verão Rio 2016.

Complexo Poliesportivo Ayrton Senna: O espaço corresponde ao setor esportivo da capital federal, conforme previsto por Lúcio Costa no plano urbanístico da cidade. Inicialmente batizado de Complexo Poliesportivo Presidente Médici, uma homenagem ao general Médici, que comandou o Brasil durante parte da ditadura militar, foi rebatizado com o atual nome em 1996 como uma homenagem ao famoso piloto brasileiro de Fórmula 1, Ayrton Senna.

Ginásio de Esportes Nilson Nelson: É um ginásio de esportes multiuso localizado entre o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha e do Tribunal de Contas do Distrito Federal. Inaugurado em 21 de abril de 1973, com capacidade para 24.000 espectadores, seu primeiro evento foi uma apresentação da Vila Sésamo. O Presidente Médici, que originalmente dava nome ao ginásio, estava presente na tribuna de honra. Já recebeu partidas de diversas modalidades do esporte, principalmente de voleibol, basquetebole futsal, além de também receber shows de artistas nacionais e internacionais.

Autódromo Internacional de Brasília Nelson Piquet: é um autódromo localizado entre o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha e o Colégio Militar de Brasília. Foi inaugurado em 1974 para uma corrida de Fórmula 1extra-campeonato que foi eventualmente vencida pelo piloto Emerson Fittipaldi. Desde 1996, e por um período de dez anos renováveis por mais dez, Nelson Piquet é arrendatário do autódromo, que pertence ao governo do Distrito Federal.

Ginásio de Esportes Cláudio Coutinho: inicialmente abrigava uma piscina coberta. Atualmente interditado desde 2001 devido a problemas estruturais, o local está abandonado e em deterioração. Existem planos do governo para revitalizá-lo após a Copa do Mundo FIFA de 2014.[3] Seu nome é uma homenagem a Cláudio Coutinho, militar, preparador físico e treinador de futebol brasileiro, que comandou o Flamengo e a Seleção Brasileira na década de 1970.

Cine Drive-in: Inaugurado em 25 de agosto de 1973, o Cine Drive-in de Brasília atualmente é o único do Brasil. Possui 15 mil m² de área asfaltada, capaz de acomodar 500 veículos em seu estacionamento, além de uma tela de concreto medindo 312 m². Está localizado em uma área especial do Autódromo Internacional de Brasília Nelson Piquet.

Outros espaços: O Complexo conta também com diversas estruturas menores, como um conjunto de piscinas, quadras poliesportivas com arquibancadas, quadras de tênis, bilheterias, banheiros, estacionamentos, pátios e grandes áreas verdes.

Wzap 2.png