© 2019 ConhecendoBrasília.com

 

Nome: Museu Nacional Honestino Guimarães.

Ano de inauguração: 15/12/2006.

Arquiteto: Oscar Niemeyer.

Características do Monumento: Seu nome foi dado em memória de Honestino Guimarães. O museu, que tem a forma de cúpula, e a Biblioteca Nacional Leonel de Moura Brizola. Sua inauguração ocorreu no dia em que o arquiteto celebrou os seus 99 anos de idade. O Museu Nacional é integrante do Conjunto Cultural da República. É um espaço que insere Brasília no circuito internacional das artes e mostra o que há de melhor na arte brasileira. O espaço é utilizado para exposições itinerantes de artistas renomados e temas importantes para a sociedade, palestras, mostra de filmes, seminários e eventos importantes. Dessa forma, contribui para a educação democrática por meio da cultura e ativa o turismo.

Idéia do arquiteto: O Museu Nacional tem um formato semi-esférico. A cúpula mede 25 m de raio, a base 32,6 m de raio e ele tem 26,25 m de altura. Sua área total é de 15.000 m². Seu interior é dividido em quatro pavimentos: subsolo, piso térreo, piso superior para exposições e mezanino. No pavimento superior, com acesso independente por meio de duas rampas, está a grande área de exposições com um vão inteiramente livre de 3.203,19 m², exclusivamente destinado a realizações de mostras.

 

Acima deste vão está o mezanino, que é uma plataforma de 719,63m² e a ele estão ligadas as rampas e elevadores provenientes do expositivo, mais a plataforma de carga e a escadaria de serviço. No piso térreo encontra-se uma das entradas principais do prédio que dá acesso ao auditório maior (700 lugares) e a outro menor (85 lugares). Ainda neste espaço encontra-se a Galeria do térreo que recebe exposições de pequeno porte. As manifestações culturais também ocorrem na área externa do Museu, que é circundado por três espelhos d’água.

 

A estrutura do prédio é toda em concreto, e sua cobertura, também é de concreto, o que gera uma estrutura dupla. A face externa da cúpula recebeu impermeabilização contra água e ressecamento, antes da pintura, toda na cor branca. A face interna da calota, visível do expositivo e mezanino, foi recoberta com placas de gesso; a parte inferior foi pintada com tinta à base de água e a parte superior coberta por revestimento acústico. A iluminação ambiente é indireta, feita por reflexão, a partir do piso de um grande lustre central.

Wzap 2.png